Fim do mundo da ferveção eterna | WooF What #2


Com o 13° b'ak'tun maia se aproximando e com todas essas previsões de fim do mundo chegando, sempre me vêem à cabeça aquele questionamento básico ... O que eu gostaria de fazer antes que o mundo se acabe.

Na verdade, existem um monte de coisas na minha mente, como fazer uma viagem pelo mundo ou visitar lugares lindos. No entanto, não é para falar disso que eu vim aqui. Eu sou uma pessoa que ama os prazeres carnais (apesar de me privar deles de vez em quando) e vim aqui citar alguns deles.

Atenção: este post contém alta carga de coisas sem noção que só estão sendo reveladas porque o fim do mundo está próximo. Então, esteja avisado.

...

Primeiramente, eu viajaria para NYC só pra ir no Eagle Bar e beber até cair (em cima de um urso parrudão) e quem sabe dar em cima de todo mundo lá! Ia fazer poledance ursino e servir tequila na minha barriga para os ursos do mundo!

Depois disso, eu com certeza iria fazer o circuito White Party: NYC, Chicago, Miami, Fort Lauderdale, Palm Springs, Montreal e ainda ia ferver um bocado em Madrid e Barcelona. Dançar Madonna, Katy Perry, Beyonça, Nicki Minaj, Ke$ha, Myley Cyrus ... oops, menos a última!

Para me recuperar, eu iria para Provincetown durante a Bear Week, pra descansar, beber, ver muitos ursos e praticar esportes náuticos. Com ursos, claro!

Em seguida, eu faria uma visita à Austrália. Eu amo o Outback australiano. E principalmente os ursos fortes e lindos que moram naquela região, tão rústicos, tão másculos, tão desejados. Eu não perderia a oportunidade de conhecer um (ou vários) nesse intervalo e participar de uma de suas festas de peão né? Na Austrália então ... deu até um calor aqui.

Finalmente, depois de tanta ferveção, eu ia viajar pro Colorado e desceria o rio homônimo de barco, pelado, de preferência na companhia de um dos ursos que encontrei no Eagle ou na Austrália. Podia até ser o bartender que me mandou uma mensagem no Scruff uma vez ou o gostosinho que mora em Brisbane que conversa comigo toda noite no Facebook (e que eu conheci no Growlr). Imagina, acampar à noite com um ursão no meio do nada... ia ter muita mountain pra pouco brokeback. E então alugaria uma casa em Ibiza e lá esperaria o fim do mundo chegar, com vista para a super destruição do mundo ao mesmo tempo que descanso na praia, e à noite com uma lareira acesa e o urso aconchegante do lado.

Claro que tudo isso aconteceria no intervalo de pelo menos um ano, já que a maioria das festas que citei acontecem em vários momentos diferentes. Mas como eu sou precavido, um ano antes do fim do mundo eu já estaria viajando pra correr o circuito da ferveção eterna.

Meu fim do mundo provavelmente poderia ser descrito como "1001 ursos que você deveria pegar antes de morrer". Esse sou eu: "safado, cachorro, sem vergonha e que fala pelos cotovelos".

Woofs apocalípticos para todos!


Assine o feed do WooFBrasiL ou receba os posts por e-mail

0 comentários :